domingo, 7 de março de 2021

APÓS PERSEGUIÇÃO POLÍCIA PRENDE ENVOLVIDO NA MORTE DE PAI E FILHO EM PRIMEIRA CRUZ

                                       
                                       
                                         
A Polícia Militar prendeu na madrugada deste sábado, (6). O terceiro envolvido no latrocínio, (roubo seguido de morte) que teve como vítimas o caixeiro viajante Modesto Sousa Aguiar, 58 anos e o seu filho Daniel Mendonça Aguiar, 28 anos. As vítimas foram mortas a tiros e golpes de facão e o crime ocorreu na quinta-feira, (4) no povoado Mairirizinho, município de Primeira Cruz, (MA). As vítimas que viajavam naquela região vendendo mercadorias de porta em porta foram atacadas por três criminosos que bloquearam a estrada com pedaços de madeira e pedras. Depois de rendidos pai  e filho foram levados para uma região de mata onde foram mortos.
 
NO MANGUE E NA CANOA 
Na semana passada a polícia prendeu dois dos envolvidos no crime e continuou as buscas ao terceiro. Neste final de semana os policiais receberam a informação de que o acusado estava escondido na localidade Praia do Veado, naquele município. Logo policiais da 5° Companhia do 27 Batalhão da Polícia Militar do Estado do Maranhão foram para o local e ao observar a presença da polícia o acusado fugiu para uma área de mangue. Uma equipe do Centro Tático Aéreo, (CTA) foi para o local para dar apoio aos policiais, o acusado ainda tomou uma canoa de assalto e tentou fugir pelo mar para São José de Ribamar.  No entanto ele foi localizado pelos policiais que estavam em outra embarcação e com a ajuda do helicóptero foi capturado. Ele já tem mandado de prisão decretado pela Justiça e após ser ouvido na delegacia de Primeira Cruz foi encaminhado para a Unidade Prisional da cidade de Rosário. 


3 comentários:

  1. Mais que mente diabólica dessas coisas ruins...eu sei que a situação está difícil...mais sem dúvidas não chega pra tanto...era pra essa Polícia do Maranhão executar logo...de imediato...igual o que fizeram os dois pms lá na upa do aracagi...executaram o policial civil a troco de nada e a sangue frio.POIS ESTÁ AÇÃO ERA PRA SER FEITA É NESSAS HORAS...PEGAR E MATAR LOGO FEITO BICHO E NÃO UM CIDADÃO COMO O POLICIAL CIVIL.

    ResponderExcluir
  2. Tristeza por essas pessoas trabalhadoras.E parabéns aos policias que não deixaram esse caso ficar sem punição.

    ResponderExcluir
  3. A polícia de Primeira Cruz preçisa ser mais atuante,pois somente com ajuda do Centro tático aerio,ele foi capturado.

    ResponderExcluir