quarta-feira, 23 de setembro de 2020

OFICIAL DA PM FOGE DE ABORDAGEM E ROMPE BARREIRA EM ALTA VELOCIDADE

                                        

Por pouco uma abordagem feita por policiais do 15° Batalhão da Polícia Militar do Estado do Maranhão em Bacabal não acaba em tragédia. O fato ocorreu na madrugada do último sábado, (19) quando o major Portela, sub-comandante do 23° BPM sediado em São Mateus, (MA), dirigindo um veiculo Hilux de cor preta não atendeu a ordem  de parada dada pela guarnição e empreendeu fuga pela rodovia BR-316 no sentido Bacabal/Alto Alegre do Maranhão. Os policiais suspeitaram que dentro do veículo havia assaltantes de banco e iniciaram a perseguição.  Pelo rádio pediram  ajuda as guarnições de Alto Alegre do Maranhão para montar um bloqueio na estrada. De imediato uma barreira policial foi montada  nas proximidades do povoado Caxuxa. Mesmo com a barreira na estrada o oficial da PM continuou em fuga e furou o bloqueio em alta velocidade. Ele só parou depois que os policiais dispararam vários tiros de fuzil 556. Naquele momento o major desceu do carro só de cueca e só então se identificou ao policiais.  Ele disse que estava voltando de uma festa na casa de um  outro oficial da Polícia Militar do Estado do Maranhão.  No entanto não explicou porque tentou escapar da abordagem. De acordo com os policiais o major apresentava sintomas de embriaguez  alcoólica. Ele foi conduzido até o quartel do 15° BPM em Bacabal onde foi liberado. O caso consta em um  relatório secreto encaminhado para o Comandante Geral da PMMA,  coronel Pedro Ribeiro , para que ele determine a tomada de providências.

5 comentários:

  1. Infelizmente o que parece, é que, é um procedimento padrão quando se relaciona com oficial,por outro lado se fosse um mero mortal seria imediatamente conduzindo para a delegacia e seria autuado em flagrante e iria passar o restante da noite no manelão e os próprios praças se sujeitam a essa situação.

    ResponderExcluir
  2. Deveria ter sido conduzido para uma delegacia de polícia e autuado por direção perigosa, desobediência e dirigir sob efeito de bebida alcoólica. Que moral terá, daqui pra frente a PM para fiscalizar um cidadão? Tem que haver uma punição exemplar

    ResponderExcluir
  3. 2 pesos e duas medidas. Teria que ser punido severamente para dá exemplo.

    ResponderExcluir
  4. Sub comandante responsável pela disciplina, tinha que ser exemplo. Mas na PM manda quem pode, obedece quem tem juízo.

    ResponderExcluir
  5. Discordo totalmente...ele é um pm,pode furar barreira quando quiser....é uma autoridade.

    ResponderExcluir