sexta-feira, 26 de junho de 2020

HOMEM QUE MATOU SOBRINHO NETO DE SARNEY JÁ RESPONDE POR ROUBO E RECEPTAÇÃO

                                     

O homem  identificado como Raimundo Cláudio Diniz, 43 anos se apresentou na manhã desta sexta-feira, (26) na Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa, (SHPP ) e assumiu que matou o publicitário Diogo Adriano Costa Campos, sobrinho neto do ex-presidente José Sarney.  Em depoimento prestado no inquérito policial.  Ele confessou o crime e disse que o motivo foi uma discussão no trânsito. Acompanhado de advogado ele afirmou que estava escondido na casa de familiares e que no dia do crime estava acompanhado de mais duas pessoas. O acusado disse que não foi ele quem clonou as placas do veículo Fiat Argo usado na prática do crime. O carro foi apreendido no interior do Estado e esta sendo removido para São Luís. A arma do crime um revólver calibre 38 ainda não foi localizado pela polícia. Os delegados agora vão apurar se as duas pessoas que estavam com Raimundo no carro tiveram alguma participação no crime.
ERROS E ACERTOS
Raimundo já responde na justiça a uma acusação por crime de receptação. Ele teria participado do roubo do carro usado no crime. O veículo foi tomado de assalto no Condomínio Barramar no Calhau.  O publicitário Diogo Adriano,  foi assassinado com um tiro no pescoço no último dia 16 quando saía do condomínio onde morava na Lagoa da Jansen.  No mesmo dia a noite a polícia prendeu o estudante Ayrton Campos Pestana que por causa das placas do seu carro e as características  do veículo. Foi apontado como autor do crime.  No entanto através de imagens juntadas pelo advogado de Ayrton e o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística, (ICRIM), mostraram que o estudante acusado era inocente. Os peritos concluíram que haviam alguns diferenças do carro de Ayrton para o carro usado no crime.  Diante disso a justiça revogou a prisão do então acusado que foi posto em liberdade. Depois disso a Polícia Civil continuou as investigações e já tinha a identidade do verdadeiro autor do crime. Ao perceber que seria preso Raimundo se antecipou e se apresentou na Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário