segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DECIDE MANTER EM LIBERDADE O HOMEM QUE MATOU E ENTERROU PASTOR NO MAIOBÃO

O pleno do Tribunal do Justiça do Estado do Maranhão decidiu por unanimidade nesta segunda-feira para,  (2) manter em liberdade Saulo Pereira Nunes. Ele é assassino confesso do pastor e motorista de aplicativo Mackson Costa. A decisão foi do relator do processo desembargador Josemar Lopes Santos que  foi acompanhado no voto pelos desembargadores Tayrone José Silva e João Santana Sousa. Durante a votação os familiares da vítima faziam uma manifestação na porta do Tribunal de Justiça pedindo a prisão do acusado.

O CRIME
O pastor Mackson foi assassinado no dia 11 de outubro deste ano quando foi atraído para a casa do acusado no Conjunto Maiobão. Suspeitando que a vítima tinha um caso com a sua esposa o acusado atraiu Mackson até a sua casa onde matou o pastor a golpes de faca e depois enterrou o cadáver em uma cova rasa no quintal da residência. Ele confessou o crime ao ser preso pela polícia e apontou o local onde o corpo estava enterrado. No último dia 5 o desembargador Josemar Lopes, decidiu conceder a liberdade de Saulo e ontem  o pleno do Tribunal do Justiça confirmou a decisão. 
                                        

Nenhum comentário:

Postar um comentário