quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

HOMEM QUE MATOU EX-COMPANHEIRA COM 16 FACADAS É CONDENADO A MAIS DE 18 ANOS DE PRISÃO

Em uma sessão presidida pelo juiz Gilberto de Moura Lima do 2° Tribunal do Juri o réu Júlio César dos Santos Aroucha, 48 anos, foi condenado a 18 anos e 5 meses de prisão.  Ele foi julgado pelo crime de fememinicidio praticado contra a sua ex-companheira Simone Régis Sales Nogueira. O crime ocorreu no dia 8 de dezembro de 2017 no bairro da Liberdade onde a vítima morava.  O casal estava separado e Júlio César não aceitava o fim do relacionamento. No dia do crime o acusado teria ficado com ciúmes ao ver Simone chegar em casa em companhia de um  outro homem. Ele aproveitou para o crime no momento em que Simone foi ao comércio. Armado com uma faca ele deferiu 16 golpes na vítima que morreu no local. Júlio César ainda tentou se matar desferindo um golpe no próprio pescoço. Ele foi preso por policiais militares e levado para o hospital Socorrão I, onde foi medicado e depois encaminhado para a delegacia onde foi autuado em flagrante. No final do julgamento o promotor Rodolfo Reis pediu a condenação do acusando enfatizando que ele agiu com premeditação e extrema violência, quando desferiu 16 facadas na vítima.  Após a leitura da sentença Júlio César foi encaminhado para o Presídio São Luís, onde deve cumprir a pena.
                                       

Nenhum comentário:

Postar um comentário