sábado, 14 de dezembro de 2019

GOVERNADOR MANDA AFASTAR CORONEL DA PM QUE ENTREGOU VIATURA PARA O FILHO

O governador do Maranhão Flávio Dino, (PCdoB) publicou decreto afastando de suas funções o coronel da Polícia Militar, Marco Antônio Terra Shutz. No mesmo ato o governador determina que o Comando Geral da corporação instaure um Conselho de Justificação para que o militar responda pelos seus atos e seja punido na forma da lei. No último dia 4 o coronel Marco Antônio Terra teria dado uma viatura descaracterizada da Polícia Militar para o seu filho ir para uma balada. O jovem não é habilitado e foi parado na Avenida dos Holandeses  em uma barreira do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual, (BPRV ). Ao constatarem que o motorista não era habilitado os policiais fizeram a retenção do veículo e descobriram se tratar de uma viatura da frota de PM. Assim que foi informado da ocorrência o coronel Terra foi até o local onde determinou aos policiais de serviço que liberassem o carro e ainda por cima deu a chaves do veículo ao filho e saiu do local.  

AGRESSOR DE MULHER
Em 2017 o coronel Marco Antônio Terra,  respondia pela chefia da 5° sessão da Polícia Militar e chegou a ser denunciado por crime de violência contra  mulher. A vítima foi uma policial militar que tinha um relacionamento com ele. Inconformado com  o término do namoro o oficial partiu para a agressão.  Na época imagens de câmeras de segurança mostraram a vítima sendo abordada por ele em um ponto de ônibus próximo ao quartel. A vítima disse que ele apontou uma arma em sua direção e a obrigou a entrar no carro. A policial relatou que foi agredida com socos e tapas dentro do carro. O acusado ainda teria atentado contra a vítima chegando a efetuar um disparo dentro do quartel do comando geral. Ele foi indiciado em inquérito policial na Delegacia Especial da Mulher  e também responde a um processo administrativo aberto naquela oportunidade.  Após o episódio com a viatura o coronel mandou devolver o carro nesta sexta-feira, (13) no quartel da Polícia Militar do Estado do Maranhão.
                                       


Nenhum comentário:

Postar um comentário