segunda-feira, 29 de julho de 2019

POLICIAIS DE BACABAL QUE TRABALHARAM NA ÉPOCA DO ROUBO AO BANCO DO BRASIL ESTÃO SENDO INVESTIGADOS




A Secretária de Segurança Pública do Maranhão através da Delegacia Geral determinou a abertura de uma investigação para apurar possíveis irregularidades praticadas por policiais do 15° Batalhão da Polícia Militar do Estado do Maranhão, durante a abordagem e prisão dos integrantes da quadrilha que atacou o Centro de Distribuição do Banco do Brasil na cidade de Bacabal. O fato ocorreu em outubro do ano passado quando uma quadrilha formada por cerca de 20 homens armados aterrorizaram a cidade atacando de forma simultânea a delegacia, o banco e o quartel da PM. Utilizando caminhões o bando fechou os principais acessos da cidade e teria roubado cerca de 2 milhões de reais. Uma parte do dinheiro foi recuperado em poder dos integrantes do bando que foram presos e outra parte com moradores da cidade que havia se apossado do dinheiro roubado.

FORÇA TAREFA
A suspeita é que alguns policiais teriam se apropriado de parte do dinheiro do assalto. Em função disso foi criada uma força tarefa comandada pelo delegado Jeffrey Furtado que comandará as investigações. Ele contará com o apoio dos delegados Clarismar de Oliveira, Jalves Carvalho e Kelly Kioca. Alguns policiais que trabalhavam naquela cidade na época do roubo tiveram um  crescimento patrimonial. Foi constatado que um deles abriu uma empresa e colocou no nome da namorada. Um outro teria trocado todos os equipamentos de uma academia que seria de sua propriedade.  Além  disso teriam adquirido imóveis e até veículos.  A portaria que determina o início da apuração e assinada pelo delegado geral da Polícia Civil,  Leonardo Diniz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário