quarta-feira, 5 de junho de 2019

VEREADORES DE VITÓRIA DO MEARIM SÃO PRESOS PEDINDO PROPINA PARA BARRAR CPI


O Ministério Público Estadual através do Grupo Especial de Combate à Organizações Criminosas, (GAECO) em conjunto com  a Superintendência Estadual de Combate à Corrupção, (SECCOR) prendeu na manhã desta quarta-feira, cinco vereadores da cidade de Vitória do Mearim. Eles são acusados de crimes de corrupção passiva e organização criminosa. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e foram presos o presidente da Câmara Municipal de Vitória do Mearim, George Maciel Paz, e os vereadores Oziel Gomes da Silva,  Marcelo Silva Brito, o "Marcelo da Colônia", Mauro Rogério Ney, conhecido como " Nego Mauro", José Mourão Martins e Raimundo Nonato Costa da Silva o "Nonato do Chelo". 

PROPINA
Havia sido aberta uma  Comissão Parlamentar de Inquérito, (CPI) na Câmara com o objetivo de investigar supostas irregularidades na administração da prefeita Didima Coelho. Com a abertura das investigações os acusados procuraram o marido da prefeita e passaram a pedir dinheiro para evitar que a CPI  avançasse. O vereador Enoa  Marcos Rodrigues Pacheco, conhecido como "Bena", também está sendo investigado. De acordo com as investigações ele teria pedido uma propina para a prefeita da cidade no valor de R$ 100 mil reais. Toda a investigação que levou a prisão dos vereadores teve início após a denúncia do chefe de gabinete da prefeitura e marido da prefeita o secretário Almir Coelho Sobrinho. Ele apresentou gravações onde os vereadores pediam R$ 300 mil reais para barrar a  COI.  Os acusados até negociaram para que o pagamento fosse feito em duas parcelas.  Com todas as gravações que comprovam a corrupção o Ministério Público e a Polícia Civil deflagraram a operação que resultou nas prisões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário