segunda-feira, 20 de maio de 2019

LIDER DE FACÇÃO PRESO EM VIANA SERIA ALVO DA CHACINA REGISTRADA EM BELÉM


O integrante da facção Comando Vermelho Edson Ronny Muniz Franco da Silva, 30 anos, conhecido como "Mãozinha " seria um dos alvos da chacina ocorrida neste domingo, (19), em um  bar na Passagem do Jambu no Bairro Guamá em Belém, (PA). Ele fugiu para o Maranhão e foi preso por policiais militares neste final de semana na cidade de Viana,(MA). 

MATADOR DE POLICIAL
Neste domingo homens armados invadiram um bar no Bairro do Guamá na grande Belém e executaram   onze pessoa com tiros na cabeça. A polícia investiga o crime e não descarta a possibilidade de que as mortes estejam relacionadas com os assassinatos de três policiais executados a tiros nos últimos dias naquela cidade. "Mãozinha" é apontado com um dos líderes do Comando Vermelho em Belém e seria responsável por assassinatos de policiais registrados naquela cidade. Contra ele haviam dois mandados de prisão decretados pela Justiça do Pará.  O acusado foi localizado em um dormitório na cidade de Viana, depois que os policiais receberam denúncias anônimas. Ao ser preso ele tentou esconder a sua identidade usando o nome do irmão.  No entanto acabou sendo descoberto e confessou que era foragido da Justiça.  "Mãozinha",  disse que fugiu para o Maranhão e depois pretendia chegar ao Rio de Janeiro, cidade onde surgiu a facção que ele faz parte. A polícia acredita que ele esteja envolvido nos últimos assassinatos de policiais e em função disso teve que fugir porque vinha sendo procurado por integrantes da facção que queriam elimina-lo como queima de arquivo e também por grupos de extermínio. A Secretária de Segurança Pública do Estado do Pará já está providenciando a transferência de "Mãozinha" para que ele possa ser interrogado inclusive a cerca da chacina que ocorreu em Belém neste domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário