sábado, 9 de março de 2019

PRESO MAIS UM ENVOLVIDO NA CHACINA QUE RESULTOU EM TRÊS MORTES NO COQUILHO

Investigadores da Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa, (SHPP), prenderam na manhã deste sábado, (9) o vigilante da empresa Ostensiva Evilásio Lemos Ribeiro Junior. Ele teve a prisão temporária decretada pela justiça acusado de envolvimento na chacina do Coquilho/Mato Grosso,  (Zona Rural). O crime ocorreu no dia 3 de Janeiro deste ano quando as vítimas Jeanderson da Silva Munir,17 anos, Gustavo Feitosa Monroe, (18) e Gildean Castro Silva, 14 anos, foram torturados e executados a tiros. Os corpos foram encontrados em uma área onde estão sendo construídos imóveis do Programa Minha Casa Minha Vida. Evilásio estava trabalhando naquele local prestando serviços para a construtora K2 Engenharia, responsável pela obra. 
POLICIAL PRESO
As vítimas teriam sido executadas ao serem confundida com ladrões que vinham furtando materiais da obra. O primeiro acusado a ser preso foi o soldado da Polícia Militar lotado no Centro Tático Aéreo,(CTA), Hamilton Caíres Linhares, que permanece recolhido no presídio do quartel do Comando Geral  da corporação no Calhau. De acordo com as investigações Evilásio teria auxiliado o militar na perseguição e execução dos três rapazes. Durante as investigações a polícia encontrou na cena do crime um óculos esporte pertencente à esposa de Evilásio. Ele teria perdido o óculos quando fazia a perseguição as vítimas. Depois de preso o vigilante foi encaminhado para o Presídio São Luís.
                                                   
                                                   


Nenhum comentário:

Postar um comentário