quarta-feira, 21 de novembro de 2018

EX DEPUTADO É INVESTIGADO POR SE APROPRIAR DO DINHEIRO DOS SERVIDORES DO SEU GABINETE

O ex-deputado estadual Joaquim de Lima Araújo, conhecido como "Kinkas Araújo", foi indiciado em inquérito na Superintendência Estadual de Combate a Corrupção, (SECCOR ). Ele e acusado de crime de peculato, (desvio de dinheiro público). Joaquim foi parlamentar em dois mandados entre os anos de 1995 a 2002 na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão. Durante esse período Kinkas Araújo, acabou nomeando várias pessoas do interior do Estado para serem funcionários "fantasmas" em seu gabinete. A polícia também indício no mesmo inquérito a secretária do ex-parlamentar identificada como Márcia Teresa Gomes Pereira. De acordo com as investigações ela seria responsável em ir até a agência bancária para sacar o dinheiro dos servidores fantasmas e repassar para o então deputado. Kinkas Araújo já havia sido preso pela Polícia Civil em 2016 acusado de crime de agiotagem e desvio de verbas dos cofres da prefeitura da cidade de Paulo Ramos, (MA).

                                                     

Nenhum comentário:

Postar um comentário