quarta-feira, 10 de outubro de 2018

MOTORISTA DE APLICATIVO É ESPANCADO POR POLICIAIS MILITARES



O motorista de aplicativo Vadeilson Costa Soares, 31 anos, residente no bairro da Vila Esperança(Zona Rural), foi espancado por policiais do 21 Batalhão de Polícia Militar do Estado do Maranhão. O fato ocorreu no momento em que a vítima retornava para sua residência naquele bairro. O motorista relatou que foi abordado pelos policiais que fizeram uma busca no interior do veículo. Um dos policiais questionou Vadeilson a cerca da origem das cédulas de 2 reais encontradas no carro. O motorista disse que o dinheiro era para passar troco. No entanto os policiais não aceitaram a justificativa e se irritaram quando o motorista disse que iria denuncia-los. Vadeilson conta que passou a ser agredido na presença de várias pessoas e em seguida foi colocado no xadrez da viatura e levado para a 12 DP no Maracanã.  Com ferimentos pelo corpo Valdeilson foi ouvido pelo delegado e em seguida foi encaminhado para o IML onde foi submetido ao exame de corpo de delito. O caso também já está sendo investigado pela Corregedoria da Secretaria de Segurança e também pela Promotoria de Controle Externo da Atividade Policial.

VIOLÊNCIA POLICIAL

Do mês passado até aqui vários casos envolvendo policiais foram registrados na capital e no interior do Estado.
No mês passado o policial militar, na época lotado no Centro Tático Aéreo, (CTA),  Eduardo Soares da Luz foi flagrado por câmeras de segurança espancando o servidor público Anderson Pereira da Silva. O fato ocorreu em uma loja de conveniência em um posto de gasolina no Itapiracó e a vítima ainda foi atingida com um tiro no pé.  O militar encontra-se preso no quartel do comando geral no Calhau. No mesmo período o delegado da Polícia Civil Passondas Junior acabou atingindo com um tiro na perna um adolescente de 16 anos na comunidade da Vila 7 de Setembro. O policial teria ficado irritado com algumas pedras que foram atiradas no telhado de algumas casas no Conjunto Residencial Pinheiros. O delegado alega que não tinha a intenção de atingir a vítima e que o projétil bateu no muro e foi atingir o adolescente. O caso esta sendo apurado na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa, (SHPP).  Na cidade de Vitorino Freire durante a festa de aniversário da cidade o delegado Marcelo Magno Ferreira Sousa matou a tiros o homem identificado como Jouberth de Jesus Silva, conhecido como " Billy Joe". O acusado encontra-se preso no presídio destinado a policiais civis na Cidade Operária.  Já em São Bento o soldado da Polícia Militar George matou a tiros o jovem Thallison Tacio Costa. O crime ocorreu durante um festejo que estava ocorrendo naquela cidade. A vítima teria esbarrado na companheira do policial.  Ao ser baleado Thallison ainda foi socorrido e ainda passou alguns dias internado. No entanto não resistiu e morreu. O policial também está preso e alegou que a vítima queria furtar o seu aparelho de telefone celular. Na semana passada o delegado da cidade de Santa Inês, Ederson Martins invadiu a Unidade Prisional daquela cidade e prendeu a agente Adriana Roma. De forma arbitrária o delegado aparece nas imagens arrastando a agente que foi colocada no xadrez da viatura. Adriana teria sido presa por desacato a autoridade em função de ter submetido a uma revista uma escrivã que foi até a Unidade Prisional a mando do delegado para ouvir um preso. O caso esta sendo apurado na Corregedoria da Polícia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário