quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

POLICIAL CIVIL É PRESO DANDO FUGA PARA ASSALTANTES MAS E LIBERADO NA DELEGACIA


O policial civil Marcelo Pinto Pedrosa, lotado na Delegacia Geral da Policia Civil foi preso na noite desta terça-feira,(20) pela Guarnição 16-016 do 9º Batalhão da Policia Militar do Estado do Maranhão e conduzido para o plantão central do 16º DP na Vila Embratel. O policial civil foi preso após ter sido flagrado pelas câmeras de segurança da Avenida São Marçal, (João Paulo), resgatando no seu veiculo, um Gol vermelho de placas OJC-1797 um casal que havia acabado de cometer um assalto naquele local. De acordo com o boletim de ocorrência feito pela Policia Militar o assalto teria sido praticado por Vanderlucio Gomes Diniz e Fernanda Martins Almeida Pedrosa que acabaram abordando a vitima identificada Raimundo Nonato Silva Barbosa. O casal roubou uma mochila e o aparelho de telefone celular de propriedade da vitima. Como o assalto foi registrado pelas câmeras, os policiais observaram que a dupla entrou em um veiculo para fugir do local. Minutos depois o carro com os acusados foi abordado nas imediações da Jordoa em um via que da acesso a comunidade do Barreto. De imediato os policiais militares deram voz de prisão ao casal que estava no interior do veiculo e descobriu que o condutor era o investigador da Policia Civil, Marcelo Pinto que também recebeu voz de prisão. A vitima foi conduzida até o local onde fez o reconhecimento de Vanderlucio e Fernanda. Os três juntamente com o veiculo foram conduzidos para o plantão central da Vila Embratel. Os objetos que foram roubados da vitima foram encontrados dentro do carro do policial. De acordo com o relatório da Policia Militar os três presos foram apresentados ao delegado Marcelo Fernandes dos Santos, que estava respondendo pelo plantão. O delegado teria deixado de autuar o policial civil em flagrante alegando que ele não teria sido reconhecido pela vitima. O caso provocou a revolta dos policiais militares e o comandante do 9º Batalhão tenente coronel Honório Filho já enviou o caso para que a conduta do delegado seja  apurada pela Secretaria de Segurança Pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário